Publicidade

O Botafogo empatou com o Avaí com gol marcado nos acréscimos. O resultado deixou os alvinegros mais distantes do G-4 da Série B.

Os cariocas desperdiçaram muitas chances de gol, principalmente no primeiro tempo. Com isso, os questionamentos sobre a utilização do atacante Rafael Moura.

Rafael Moura Botafogo Rafael Moura tem entrado no segundo tempo  (Foto: Vitor Silva / Botafogo)

– Nenhum atleta que é contratado vem para ser titular absoluto. Isso não tem fundamento no futebol de hoje, ainda mais numa competição como a Série B, onde você joga de três em três dias. Você tem que preparar os jogadores e deixar em condições para jogar todos os jogos – disse.

Publicidade

O comandante explicou os motivos para preferir manter Rafael Moura como opção no banco de reservas.

– Rafael Moura é um atleta que vem de um período de 100 dias sem jogar. A gente está fazendo com ele um trabalho de evolução gradativa no aspecto físico e de ritmo de jogo. Cada jogo a gente está dando um pouquinho mais de tempo. A tendência, a partir do momento que ele evoluir, é a gente utilizar ele um pouco mais – declarou.

Relacionadas

Marcelo Chamusca Botafogo 010721

O Botafogo volta a campo nesta terça-feira, quando viaja até Maceió para enfrentar o CRB, pela Série B.

Comentários