Publicidade

A possibilidade de perder a sede de General Severiano não passa pela cabeça da diretoria do Botafogo. O assunto é tratado internamente com grande tranquilidade. A sede foi penhorada por conta de uma dívida do IPTU do espaço que era reservado à loja oficial do clube. Esta fechou as portas no mês passado por não estar pagando o aluguel.

Como proprietário do espaço o Botafogo deve IPTU entre fevereiro de 2014 a novembro de 2015. Mas este valor deveria ser pago pelo inquilino, o dono da loja oficial do clube. Assim o Alvinegro luta também na Justiça para receber este dinheiro.

Botafogo quer resolver pendência da sede (Foto: Divulgação)

Apesar de a sede estar penhorada, o clube sabe que tem condições de arcar coma dívida para evitar a perda. Hoje o montante está avaliado em quase R$ 154 mil. Assim os dirigentes não cogitam a possibilidade de perder o espaço.

Publicidade

MAIS! Tabela ingrata é vilã e aliada no Botafogo

Além disso o Botafogo tem um excelente relacionamento com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Isso pode pesar de maneira positiva nas negociações. Além disso o clube tem um poder de barganha porque ainda não foi indenizado pelo período em que o Estádio Nilton Santos ficou fechado por conta de falhas na sua construção. O Glorioso arrendou o estádio junto à Prefeitura.

Relacionadas

Na Justiça o clube tentou um efeito suspensivo para suspender a penhora da sede. Mas a liminar foi recusada pela desembargadora relatora Valeria Dacheux Nascimento, da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Publicidade

Por ser um clube e usar a sua sede para a prática esportiva, o Botafogo tem isenção de IPTU. Assim a cobrança se deve somente em relação ao espaço onde funcionava a loja oficial do Alvinegro.

Comentários