Publicidade

O Botafogo conquistou uma importante vitória fora de campo para processo de reestruturação do clube. A diretoria trabalha para arrumar a casa e as finanças. Neste sentido, uma decisão favorável do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro é uma grande notícia.

A corte aceitou o pleito do clube de centralização das dívidas cíveis e determinou a suspensão de todas as execuções cíveis. A decisão dará à gestão a capacidade para se reorganizar administrativamente, preservar o caixa para o funcionamento diário, cumprir suas obrigações, conquistar resultados esportivos e com isso atrair novos investimentos.

Jorge Braga Botafogo Jorge Braga busca arrumar a casa alvinegra (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Animado com o resultado da ação, o CEO Jorge Braga fez um pronunciamento à torcida pela Botafogo TV para dar as boas novas.

Relacionadas

Publicidade

– É com muita satisfação que dou a notícia que mais um passo importantíssimo na equalização das dívidas do Botafogo foi dado. O Botafogo entrou no Tribunal de Justiça do Rio solicitando a centralização do pagamento de dívidas e a suspensão das penhoras de todas as dívidas cíveis, e foi aprovado no TJ – afirmou Jorge Braga.

MAIS! Botafogo acompanha evolução e evita cravar data para Rafael estrear

– É um passo importantíssimo para aumentar a gestão do Clube, a ordenação do nosso dia a dia e eu queria de dividir essa notícia com vocês. Estamos a passos firmes, calculados e seguros caminhando para equalizar e resolver a dívida do Botafogo – completou.

Botafogo busca arrumar a casa

Publicidade

O clube soma quase 1 bilhão de Reais em dívidas totais e seu faturamento anual em 2020 foi de apenas 161 milhões. A diretoria, portanto, precisa de tempo, e a nova Lei do Clube Empresa foi fundamental para esta vitória.

MAIS! Botafogo deve adquirir direitos de Lucas Mezenga

O Alvinegro irá apresentar um Plano de Credores e destinará 20% de sua receita corrente mensal para pagamento das dívidas no prazo de 6 anos, como diz a lei.

Publicidade

Esta é a segunda vitória este mês para o clube este mês. Há alguns dias, a Justiça do Trabalho suspendeu todas as execuções trabalhistas.

Comentários