Publicidade

O Botafogo tem uma semana decisiva pela frente, mas, no momento, o time ainda não passa confiança para a torcida. O Fogão vive um processo de reformulação. O principal objetivo da temporada é voltar para a Série A. O Estadual é utilizado como laboratório, mas os testes não surtiram o efeito desejado.

Marcelo Chamusca Botafogo Marcelo Chamusca tem dois jogos decisivos pela frente | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

A temporada do Fogão, até aqui, é de altos e baixos. A vitória por 3 a 0 sobre o Resende, pelo Carioca, e a goleada por 5 a 0 sobre o Moto Club, pela Copa do Brasil, deram esperança, mas o time logo oscilou. E foi após a estreia no torneio nacional que o Fogão se “embaralhou”. De lá para cá foram sete jogos, com uma vitória, uma derrota e cinco empates.

LEIA MAIS! Chamusca: ‘Acho que evoluímos na mecânica de jogo’

Publicidade

O Botafogo levou gol nos últimos seis jogos. Neste recorte, a média é de 1,3 gol sofrido por partida. É neste clima de desconfiança que o Fogão entra em uma semana decisiva. Na quarta-feira, enfrenta o ABC, em Natal, pela segunda fase da Copa do Brasil. Se o duelo terminar empatado, a classificação será decidida nos pênaltis.

Botafogo oscila e tem jogos decisivos

O contexto econômico aumenta a importância do duelo pela Copa do Brasil, em função da premiação pela classificação. O Botafogo vive dificuldade financeira e não pode se dar o luxo de deixar de ganhar receita.

LEIA MAIS! CEO Jorge Braga estuda modelos de outros clubes e avança no projeto do Botafogo

Publicidade

Em campo, a oscilação dá o tom de um time em construção. O técnico Marcelo Chamusca procura soluções. O treinador soma dez jogos à frente do Botafogo, com o retrospecto de três vitórias, seis empates e uma derrota.

LEIA MAIS! Botafogo acerta primeiro contrato do jovem Marquinhos

A oscilação pode cobrar o preço no Carioca. Por mais que tenha aproveitado para fazer testes no torneio, não se classificar para a semifinal pode criar um clima de pressão ou aumentar a desconfiança. O Botafogo está na quinta colocação, com 12 pontos, e fará uma “final” com o Fluminense, quarto colocado, com 16 pontos, na penúltima rodada da primeira fase. O Fogão vai precisar ganhar do rival para continuar com chances.