Publicidade

O embalado Botafogo não perdoou o antigo comandante e ainda deu o troco em um rival que complicou a vida carioca no primeiro turno. Neste sábado, no Nilton Santos, o Botafogo, de virada, venceu o Náutico por 3 a 1, pela 24ª rodada, no reencontro com Marcelo Chamusca.

Chamusca deixou o Botafogo em julho. Na ocasião, o clube carioca estava na 10ª colocação, a três pontos do G-4. Os jogadores do Fogão, antes de a bola rolar, cumprimentaram o técnico, em demonstração de carinho ao antigo comandante.

Navarro Botafogo x Náutico Navarro mostrou faro de artilheiro | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

Já o Náutico foi o responsável, no primeiro turno, pela primeira derrota do Botafogo na Série B. A partir dali, o técnico Chamusca encontrou dificuldade na Série B. Os resultados pioraram e ele deixou o clube.

Relacionadas

Publicidade

A situação do Botafogo em nada lembra os últimos momentos de Chamusca no clube. O Fogão está embalado e deu mais um passo rumo à Série A. Foi a quinta vitória seguida do clube carioca. O Botafogo está na terceira colocação da Série B, com 44 pontos. O Fogão agora tem seis pontos de vantagem sobre o quinto colocado. O Náutico está na oitava colocação, com 35 pontos, a seis pontos do CRB, quarto colocado.

Na próxima rodada da Série B, o Botafogo visita o CSA, nesta quinta-feira, às 19h (de Brasília), no Rei Pelé. Já o Náutico volta a campo nesta terça-feira e recebe o Londrina, às 21h30 (de Brasília).

Botafogo leva susto, mas reage no 1º tempo

O Náutico começou melhor o duelo e logo abriu o placar. Aos oito minutos, Vinicius achou Jean Carlos na meia-lua. Ele chutou no canto de Diego Loureiro e fez 1 a 0. Luis Fernando Flores, que comandou o Botafogo no lugar do suspenso Enderson Moreira, precisou mudar aos 13 minutos. Pedro Castro sentiu a panturrilha direita e deu lugar a Luís Oyama.

Publicidade

Será? Rafael Navarro próximo de clube espanhol

O Botafogo reagiu e se encontrou em campo. Marco Antônio, da entrada da área, quase empatou. A finalização saiu à direita, com perigo, aos 17 minutos. Rafael Navarro, dois minutos depois, fez jogada pela esquerda e chutou na rede pelo lado de fora.

Chay Botafogo x Náutico Chay comandou as ações ofensivas do time | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

O clube carioca assumiu o controle do jogo. Navarro foi lançado e chutou de esquerda, mas parou em Alex Alves. Na sequência, o goleiro do Náutico viu Marco Antônio quase deixar tudo igual. Chay cruzou da direita e o meia-atacante, de carrinho, completou para fora. Ele não pegou na bola como gostaria e ela subiu. Alex Alves já estava batido.

Publicidade

O Fogão chegou ao empate aos 40 minutos. Oyama arriscou de fora. A bola desviou e ganhou altura. Alex Alves não chegou: 1 a 1. Nos acréscimos, Marco Antônio levou perigo de novo, com chute de fora da área.

Oyama Botafogo x Náutico Oyama empatou para o Botafogo | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

Botafogo vira na etapa final

Luis Fernando Flores fez outra mudança no intervalo. Ele colocou Diego Gonçalves no lugar de Warley. A virada não demorou a acontecer. O Fogão recuperou a bola na intermediária do Náutico. Chay invadiu a área e chutou cruzado. Rafael Navarro ficou com rebote de Alex Alves e chutou para fazer 2 a 1, aos cinco minutos.

Alex Alves evitou o terceiro. Após cobrança de escanteio, Barreto obrigou o goleiro do Náutico a fazer grande defesa.

Publicidade

O Botafogo não deu brecha para o Náutico. Nos acréscimos, após contra-ataque, Rafael Navarro fechou o placar: 3 a 1. O Fogão levou a melhor sobre o ex-comandante e deu mais um passo rumo à Série A.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3X1 NÁUTICO

Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18/09/2021, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Cartão amarelo: Camutanga, Bryan e Djavan (Náutico)
Cartão vermelho:
Gol:
Botafogo: Luís Oyama, aos 40′ do 1ºT, e Rafael Navarro, aos 5º do 2ºT e aos 51′ do 2ºT
Náutico: Jean Carlos, aos 8′ do 1ºT

Publicidade

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Daniel Borges; Kanu, Gilvan (Lucas Mezenga) e Carlinhos; Barreto, Pedro Castro (Luís Oyama) e Chay (Luiz Henrique); Marco Antônio (Kayque), Warley (Diego Gonçalves) e Rafael Navarro. Técnico: Luis Fernando Flores.

NÁUTICO: Alex Alves; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Bryan (Jacob Murillo); Djavan (Junior Tavares), Matheus Trindade (Guilherme Nunes) e Jean Carlos; Luiz Henrique (Marciel), Iago (Giovanny) e Vinicius. Técnico: Marcelo Chamusca.

Comentários