Publicidade

O Botafogo respirou na Série B e se reencontrou com a vitória na estreia do técnico Enderson Moreira. O Fogão bateu o Confiança por 1 a 0, neste sábado, no Batistão, em Aracaju, pela 14ª rodada. De cara, o treinador consegue algo inédito com o clube carioca no torneio. Foi a primeira vitória do Botafogo como visitante. O técnico, porém, foi expulso, retrato da tensão que envolve o clube. O Fogão teve de se segurar no fim, porque Warley também levou vermelho.

O Fogão acaba com a sequência de cinco jogos sem vencer na Série B e recupera um pouco da confiança para brigar pelo acesso, mas precisa controlar os nervos. O técnico Enderson Moreira também. Agora, o Botafogo tem 16 pontos em 13 jogos disputados e ocupa a 11ª colocação, no momento. Já o Confiança se afunda ainda mais. Está na lanterna, com dez pontos em 14 partidas.

Romildo Botafogo Romildo arriscou de fora da área e se deu bem | Foto: Reprodução Premiere

O técnico Enderson Moreira, que assumiu o time na quarta-feira, teve de lidar com alguns problemas em sua estreia à frente do Botafogo. Em relação ao time titular do último jogo, ele não pôde contar com Kanu, Sousa, Pedro Castro e Chay. O treinador optou por Lucas Mezenga, Guilherme Santos, Romildo e Warley.

Relacionadas

Enderson Moreira Botafogo
Durcesio Mello Botafogo

Publicidade

Com pouco de trabalho, cobrar algo do técnico, além da expulsão, seria precipitado. O problema que tempo é artigo raro no futebol brasileiro. O Botafogo já volta a campo nesta terça-feira e recebe o CSA, às 21h30 (de Brasília), no Nilton Santos, para pagar o jogo adiado na época de Copa América. No próximo fim de semana, o Fogão tem o clássico com o Vasco pela frente. O Confiança, por sua vez, visita o Brusque, no próximo sábado.

Romildo dá o bote pelo Botafogo

O Fogão assustou logo no começo do jogo. Romildo ficou com rebote e chutou da entrada da área, para fora. Depois Marco Antônio lançou Warley. O goleiro Rafael Santos defendeu a finalização em dois tempos.

O Confiança cresceu no jogo. Daniel Penha bateu falta e obrigou Diego Loureiro a espalmar. Na sequência, o atacante, dentro da área, não conseguiu finalizar como gostaria, após cruzamento. A resposta do Botafogo foi com Diego Gonçalves. Ele teve tudo para abrir o placar, mas cabeceou para fora, depois de cruzamento de Warley.

Publicidade

Daniel Penha foi o jogador mais perigoso do Confiança. Ele arriscou e viu Diego Loureiro espalmar. Quem acertou foi Romildo. O volante ficou com a sobra na entrada da área e chutou. A bola bateu na trave e entrou 1 a 0, aos 45 minutos.

O Confiança ensaiou uma pressão no início do segundo tempo. Daniel Penha, em cobrança de falta, obrigou Diego a espalmar. Na sequência, Tiago Reis girou na área, mas parou no goleiro do Botafogo. O clube carioca passou a apostar no contra-ataque. Marco Antônio errou o alvo e depois Warley foi bloqueado.

O técnico Enderson Moreira foi expulso após reclamação. O Confiança quase empatou. Ítalo obrigou Diego Loureiro a salvar o Botafogo. Na sequência, Rafael Vila completou para fora, da pequena área.

Publicidade

O Botafogo teve mais um expulso. Warley perdeu a bola, fez a falta e recebeu o segundo amarelo, aos 33 minutos. Com um a menos, o Fogão se fechou, viu Diego Loureiro fazer mais uma defesa e conseguiu segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA

CONFIANÇA 0X1 BOTAFOGO

Local: Batistão, Aracaju (SE)
Data: 24/07/2021, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Zandick Gondim Alves Junior (RN)
Assistentes: Francisco de Assis da Hora (RN) e George Italo Antas Nogueira (RN)
Cartão amarelo: Diego Gonçalves, Romildo e Diego Loureiro (Botafogo) e Daniel Penha, Neto Berola, Nirley e Serginho (Confiança)
Cartão vermelho: Enderson Moreira e Warley (Botafogo)
Gol:
Confiança:
Botafogo: Romildo, aos 45′ do 1ºT

Publicidade

CONFIANÇA: Rafael Santos; Marcelinho, Nirley (João Paulo), Isaque Gavioli e Luciano Juba; Madison (Gustavo Ramos), Serginho (Ítalo) e Rafael Vila (Jhemerson); Neto Berola (Luidy), Daniel Penha e Tiago Reis. Técnico: Rodrigo Santana.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Daniel Borges (Ewerton), Lucas Mezenga, Gilvan e Guilherme Santos; Romildo (Kayque), Barreto e Marco Antônio (Matheus Frizzo); Diego Gonçalves (Ênio), Warley e Rafael Navarro (Rafael Moura).

Comentários