Publicidade

O Botafogo tem 15 finais pela frente para buscar se manter na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. A situação não é nada fácil. O time é o penúltimo colocado, com 20 pontos em 23 jogos. A nova comissão técnica estreou na derrota para o Flamengo e sabe que o momento é complicado.

Felipe Lucena Botafogo Felipe Lucena acredita no trabalho para salvar o Botafogo | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

“A partir do momento que nós aceitamos esse desafio, nos sabíamos da situação do clube na tabela da competição, sabíamos que enfrentaríamos uma situação que não é nada… Na verdade, neste momento, é muito ruim”, declarou Felipe Lucena, auxiliar de Eduardo Barroca, que está em isolamento devido à Covid-19.

LEIA MAIS! Botafogo vai apertar o cerco para receber de Willian Arão

Publicidade

A derrota no clássico não abalou o otimismo da comissão técnica. Resgatar a confiança do elenco do Botafogo é o primeiro passo na briga para escapar do rebaixamento.

LEIA MAIS! Dirigente do Botafogo se irrita e nega ida de Gatito para rival

“Chegamos para passar confiança para os jogadores, para eles pegarem o mais rapidamente possível nossa metodologia de trabalho para conseguir sair dessa situação incômoda. Fizemos uma grande semana de trabalho, os jogadores assimilaram muita coisa que a gente pensa para conseguir o objetivo final que é terminar com o Botafogo na Primeira Divisão da competição. O torcedor pode esperar muito trabalho para gente sair dessa situação”, completou Lucena.

Botafogo tem líder pela frente

Publicidade

Pressionado, o clube carioca tem uma dura sequência fora de casa pela frente. Nesta quarta-feira, enfrenta o líder São Paulo, às 21h30, no Morumbi, em jogo válido pela 18ª rodada, que tinha sido adiado.

Depois, o Botafogo enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, no sábado, às 19h, e fecha a sequência fora de casa contra o Coritiba, em confronto direto na luta contra o Z-4, no dia 19, às 21h, no Couto Pereira.

Com apenas três vitórias em 23 jogos, o Fogão, com 20 pontos, está cinco pontos atrás do Sport, primeiro time fora da zona de rebaixamento do Brasileirão.