Publicidade

A diretoria do Botafogo perdeu a paciência com os constantes erros de arbitragem contra o clube no Campeonato Brasileiro. O pênalti marcado a favor do Bahia e que decidiu o jogo do último domingo foi questionado pela maioria dos especialistas em arbitragem. O equívoco custou caro e colocou o Glorioso na zona de rebaixamento. Mas o estopim para que o presidente Nelson Mufarrej tomasse uma atitude foi a escalação do mesmo árbitro, Jefferson Ferreira de Moraes, para atuar no próximo jogo do Glorioso.

Nelson Mufarrej vai protestar na CBF (Foto: Júlio Gracco/Botafogo)

Jefferson Ferreira de Moraes será assistente do VAR no duelo contra o Bragantino, marcado para a segunda-feira, dia 16 de dezembro, às 20h(de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).

– É um absurdo ter que ver um árbitro desses em uma escala seguinte ao jogo do time que ele prejudicou. Onde nós estamos? – reclamou Mufarrej.

Publicidade

Leia também:

Botafogo só pode fazer uma contratação
Flavio Tenius vai passar a Ramón Díaz o raio x do Botafogo

Nesta segunda-feira o Botafogo notificou o presidente da CBF, Rogério Caboclo, para que ele determine a Leonardo Gaciba, diretor de arbitragem da CBF, que receba uma comitiva do Botafogo liderada por Nelson Mufarrej.

Mufarrej tem dossiê sobre erros contra o Botafogo

Mufarrej quer falar com Gaciba. Mas ele vai explicar os erros contra o Botafogo? (Foto: CBF)

Publicidade

O Botafogo prepara um dossiê com erros grotescos cometidos contra o clube. Equívocos como os vistos na derrota de 2 a 0 para o Internacional no Rio de Janeiro e no 3 a 1 para o Grêmio no Rio Grande do Sul estarão no material. O Botafogo em levantamentos feitos por vários órgãos é um dos clubes mais prejudicados pelo VAR.

– Estamos sendo prejudicados de maneira constante e isso tem um preço. Pode cistar muito caro no fim. Está em baixíssimo nível a arbitragem brasileira. O que ocorreu no jogo de domingo é mais um absurdo – disse Mufarrej.

A postura inicial de Mufarrej, logo após o jogo, sofreu críticas da imprensa. O presidente demorou a se manifestar. Mas pelo visto agora está disposto a dar um basta aos constantes erros de arbitragem contra o time. Entretanto resta saber se vai conseguir.