Publicidade

O Botafogo busca uma reação no Campeonato Brasileiro e neste sábado vai enfrentar o Internacional, no Beira-Rio. Os alvinegros tentam sair da degola e terão pela frente um adversário disposto a também acabar com a sequência ruim na Série A.

Barroca vai estrear no comando do Botafogo (Foto: Thiago Ribeiro / Botafogo)

O Internacional não vence desde outubro e saiu da liderança do Brasileiro. Para piorar, os gaúchos podem deixar a zona de classificação para a Libertadores em caso de novo tropeço.

A boa notícia para os donos da casa foi a boa atuação na eliminação da Libertadores, no meio de semana. O desempenho deu esperança aos colorados de voltarem a reagir na Série A.

Botafogo mira reação

Publicidade

Para o Botafogo, o foco é voltar a pontuar. Os cariocas perderam seus últimos seis jogos na competição.

Os visitantes terão a estreia do técnico Eduardo Barroca, que se recuperou da Covid. O treinador afirmou que o pensamento é de mostrar algo a mais neste sábado.

– Podem acreditar que vamos nos dedicar muito para evoluir e fazer um campeonato de recuperação. Já estamos trabalhando duro para reverter já contra o Inter, fazer uma partida melhor – declarou.

Publicidade

Barroca tem um problema na zaga. Sem Marcelo Benevenuto e Rafael Forster, o treinador só tem Helerson para escalar ao lado de Kanu. A tendência é a de que o comandante faça outras alterações na equipe carioca.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL X BOTAFOGO

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de dezembro de 2020, sábado
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Publicidade

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, Rodinei, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick e D’Alessandro; Yuri Alberto (Marcos Guilherme) e Thiago Galhardo.
Técnico: Abel Braga

BOTAFOGO: Diego Cavalieri, Kevin, Helerson, Kanu e Victor Luís; José Welison, Caio Alexandre e Bruno Nazário (Honda); Lucas Campos, Kalou e Matheus Babi
Técnioco: Eduardo Barroca