Publicidade

O Botafogo trabalha nos bastidores para fechar em breve um bom contrato de naming rights. A modalidade acontece quando uma marca dá nome ao estádio em troca de um valor financeiro. No caso os dirigentes botafoguenses estão engatilhados com um contrato para o Estádio Nilton Santos. Mas o clube depende da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Normalmente esses contratos são longos. Assim o patrocinador deseja fechar por pelo menos 15 anos para poder explorar bem o acordo e criar uma boa identificação. Os primeiros anos são de convencimento para que o novo nome do estádio caia nas graças do torcedor.

Estádio Nilton Santos pode render lucro ao Botafogo. Mas depende da Prefeitura (Foto: Botafogo)

Assim o Botafogo tenta prorrogar o contrato de concessão do Estádio Nilton Santos com a Prefeitura do Rio de Janeiro. O Glorioso vai ficar com a administração do estádio até 2031. Ou seja, terá mais dez anos de gestão.

Publicidade

MAIS! Joia da base volta aos profissionais do Botafogo

Esse prazo é considerado curto para o mercado e dificulta que o contrato seja fechado.

CEO do Botafogo admite conversas com Prefeitura

Jorge Braga vem trabalhando muito no Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Jorge Braga, CEO do Botafogo, não confirmou que tenha algoi engatilhado, mas revelou que o clube busca sim a prorrogação do vínculo com a Prefeitura.

Publicidade

– Os investimentos neste cenário passam necessariamente com o prazo que o parceiro terá para explorar a marca no estádio. Hoje temos apenas mais dez anos de concessão e estamos trabalhando junto à Prefeitura para ampliar esse prazo. É a ampliação do prazo que permite o retorno dos investidores e fazem destravar essas iniciativas – revelou ele.

Relacionadas

Botafogo Bolsonaro

Braga está esperançoso que em breve possa sensibilizar a Prefeitura e conseguir um novo acordo. O clube sonha em prorrogar o contrato até 2050, embora seus dirigentes não falem em prazos. Recentemente o clube fechou com uma empresa para a instalação de testeiras de LED e um novo e moderno telão no Estádio Nilton Santos. Mas o assunto ainda depende da aprovação no Conselho Deliberativo.

Comentários