Publicidade

A caminhada do Botafogo rumo à Série A conta com a força do elenco carioca. Nas últimas rodadas, até pela maratona de jogos, o técnico Enderson Moreira utilizou a estratégia de mudar algumas peças. O plantel tem segurado a bronca. O Fogão está firme e forte no G-4.

No empate com o Cruzeiro, por exemplo, Pedro Castro foi lançado como titular no meio de campo. Luís Oyama começou no banco e entrou apenas na reta final da partida. O técnico também vem fazendo rodízio nas laterais.

Pedro Castro Botafogo Pedro Castro foi lançado como titular contra o Cruzeiro | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

Na esquerda, Jonathan Silva emplacou dois jogos seguidos como titular, após sequência de Carlinhos no time. A situação se repete na direita, com Jonathan entre os 11, com Daniel Borges como opção.

Relacionadas

Enderson Moreira Botafogo
Chay Botafogo

Publicidade

No ataque, o rodízio vem sendo entre Warley, titular nos dois últimos jogos, e Diego Gonçalves. Estas peças têm dado sustentação à espinha dorsal de Enderson Moreira. Diego Loureiro, Kanu, Joel Carli, Barreto, Chay, Marco Antônio e Rafael Navarro são nomes mais “fixos”.

Lembra dele? Felipe Ferreira perde espaço e vai deixar Botafogo em 2022

Assim, o Botafogo vai caminhando rumo à Série A. Agora, o clube carioca vai ter mais respiro entre os três próximos jogos: encara o Brusque, nesta quarta-feira, depois o Goiás, seis dias após, e o Confiança, oito dias depois.

Publicidade

MAIS! Longe do acerto… Proposta do Miami não anima Rafael Navarro

O Botafogo está na segunda colocação da Série B, com 52 pontos, dois a menos do que o líder Coritiba. Já a “gordurinha” para o quinto colocado, o CRB, é de três pontos. Entretanto, como tem vantagem no número de vitórias, o Fogão tem pelo menos mais uma rodada garantida no G-4.

Comentários