Publicidade

Uma das missões de Eduardo Barroca à frente do Botafogo é melhorar o poder de fogo do ataque. Até aqui, em três jogos, o técnico mudou a escalação na frente à procura da formação ideal. Pedro Raul, conhecido do treinador (trabalharam juntos no Atlético-GO), está em alta e foi titular nos últimos três jogos. A dificuldade tem sido em encontrar os parceiros para o centroavante.

Eduardo Barroca Botafogo Barroca tenta encontrar soluções no Botafogo | Foto: Vitor Silva / Botafogo / Divulgação

No primeiro jogo da comissão técnica de Barroca (ele foi desfalque por cumprir isolamento em função da Covid-19), Rhuan foi o escolhido para ser a opção de velocidade do ataque do Botafogo no clássico com o Flamengo. Contra o São Paulo, novamente sob o comando do auxiliar Felipe Lucerna, Kalou e Lucas Campos ganharam oportunidade na frente. Contra o Inter foi a vez de Warley ser titular.

MAIS! Com mudança de postura, Botafogo retoma esperança da torcida de sair do Z-4

Publicidade

Apesar das tentativas, o ataque do Botafogo ainda não se acertou. O Fogão marcou apenas um gol sob o comando de Barroca. Pedro Raul balançou a rede na derrota para o Internacional, sábado, no Beira-Rio.

LEIA MAIS! Diego Cavalieri renova com o Botafogo por mais uma temporada

Para o duelo direto contra o Coritiba, neste sábado, no Couto Pereira, Barroca terá um problema a mais no setor ofensivo. Bruno Nazário terá de cumprir suspensão devido ao terceiro cartão amarelo. O meia-atacante foi titular nos três jogos do treinador.

Publicidade

Sem Bruno Nazário, Barroca pode dar mais liberdade a Honda. Ou então optar por dois pontas, com Pedro Raul como centroavante.

Botafogo de Barroca segura a lanterna do Brasileiro

O momento do Botafogo é delicado. O clube carioca segura a lanterna do Campeonato Brasileiro. O Fogão tem 20 pontos em 25 jogos (o Goiás tem a mesma pontuação, mas leva vantagem no critério de desempate por ter uma vitória a mais).

O drama do Botafogo só aumenta. O clube está a oito pontos do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Fogão enfrenta o Coritiba, 18º colocado, neste sábado, às 21h, no Couto Pereira.